Logotipo: ele é o rosto marcante da Marca

1- O logotipo é a “cara da marca”. E quem vê cara vê coração.

Já falei em artigos por muitas vezes que o nome da Marca é muito mais importante que o Logotipo, afinal ele é “dito, lido e falado”. É ele que penetra na memória, que fica lá como conteúdo essencial da Marca, para ser lembrado  quando qualquer menção for feita sobre a mesma. Depois dele, vem o Logotipo, que também tem uma importância grande em termos de Branding para qualquer marca.

Eis porquê o Logotipo é importante:  quando a gente conhece uma pessoa, olha para o rosto dela e tem uma sensação de simpatia ou antipatia. É o reconhecimento instantâneo da aparência que diz “quem vê cara vê coração”. A mesma coisa acontece quando vemos uma marca desconhecida. O nome, e também o logotipo, entram no nosso cérebro sem que façamos um juízo racional. Percebemos o todo, como um bloco.

Especificamente o logotipo, nós o sentimos como se ele fosse praticamente “a cara da marca”. Achamos que é feio ou bonito, que é simpático ou antipático, logo de cara. Temos a mesma emoção como se estivéssemos olhando diretamente para o rosto de alguém. É nosso primeiro contato face-a-face com a marca, o que nos leva a avaliá-la apenas pela aparência do logotipo, antes mesmo de experimentar o produto ou o serviço.

Se nossa avaliação do logotipo será positiva ou negativa, depende de quanto o desenho do logo está associado com nossas referências pessoais e nosso repertório cultural.

No entanto, esse é um processo pessoal e subjetivo de apreciação estética e “gostabilidade” que não deve ser usado numa situação profissional de avaliação e aprovação de um logotipo para uma marca de uma empresa ou de um produto. Infelizmente, muitos de nós ainda avaliamos um logotipo desta forma emotiva e amadora.

2- Gosto pessoal é muito bom para o nosso “ócio”, mas pode ser ruim para o “negócio”.

Quando vamos avaliar e aprovar um logotipo profissionalmente, uma questão vital entra em cena: nosso gosto pessoal não é importante.

Nunca deveríamos aprovar e nem rejeitar um logotipo porque gostamos ou não gostamos dele.

Deveríamos ir além do nosso gosto pessoal e ter a clareza de que aquele logotipo vai atingir um público determinado, podendo ser mais restrito ou mais amplo. E é sempre o gosto coletivo daquele público que deve ser considerado, em vez do nosso.

Podemos sim ter a nossa opinião. Mas é um tanto arriscado fiar-se apenas na sua opinião quando você nem mesmo é representativo do público ao qual a marca deve atingir e conquistar simpatia, preferência e fidelidade.

Neste caso, é muito mais profissional usar dois expedientes: 1)- contar com pesquisas iniciais e confirmatórias frequentes; 2)- contar com o parecer de experts em branding, caso não seja possível fazer as pesquisas, ou por falta de tempo ou por falta de verbas.

Algumas pesquisas de branding, com o uso de técnicas qualitativas e quantitativas, podem ajudar muito. Recomendo que sejam feitas as Pesquisas Iniciais e, depois, que sejam feitas também algumas Pesquisas Confirmatórias. Elas têm o poder de detectar, de confirmar e reconfirmar se os públicos-alvos da marca gostam ou não daquele logotipo, bem como o quanto gostam dele. São eles, os clientes ou consumidores, que verdadeiramente precisam “aprovar” o seu logotipo  e não você. Então seja humilde, seja profissional e evite cair na arrogância: pergunte a eles!

Saiba que usar uma boa pesquisa é sinal de maturidade e profissionalismo.

É realmente um erro primário decidir um logo pelo nosso gosto pessoal. Essa decisão deve basear-se no gosto do público-alvo da marca, pois se esse público achar que o logo é simpático, tenderá a gostar dele e ficará mais propenso a comprar e a experimentar a marca, seja um produto, serviço ou empresa.

3- Veja agora quatro bons exemplos de logos que foram aprovados pelos consumidores

Vou mostrar três Logos criados pela BBI com rigor profissional. São logotipos do TIPO TRÊS. (leia também o artigo

http://www.augustonascimento.com.br/os-melhores-logotipos-dos-varejistas-brasileiros-sao-do-tipo-1-2-ou-3/ )

E no final, vou comentar uma solução de um Logo (que não foi criada pela BBI) bastante singular e profissional.

Caso 1:  Logotipo da EvoluCard – A empresa não tinha nome e o fundador não tinha nem mesmo um cartão de visita. Era uma startup que iria lançar um produto inovador, uma espécie de Cartão de Crédito Virtual. Tudo precisava ser criado: o nome da marca, o logotipo e toda a comunicação. A BBI criou cerca de 30 nomes para a Marca da empresa, mas somente alguns poucos tinham o domínio livre para a internet brasileira e mundial. O nome EvoluCard, com o slogan “A evolução do cartão de crédito”, se destacou logo de cara. As duas primeiras letras da palavra Evolucard , o EV, formam um símbolo que pode ser usado de modo independente. As cores são propositadamente as chamadas “cores do dinheiro” da maioria dos países do mundo . Vale dizer que a pesquisa confirmou que o nome era claramente compreensível e em apenas 40 dias o processo estava concluído, com o novo logotipo criado. Uma nova pesquisa confirmou clareza e simpatia pelo logo e então,como aparece abaixo, ele foi confirmado como “pronto para o Lançamento”.

 As duas primeiras letras da palavra Evolucard , o EV, formam um símbolo que pode ser usado de modo independente. As cores são propositadamente as chamadas “cores do dinheiro” da maioria dos países do mundo. É um logo do TIPO TRÊS.


As duas primeiras letras da palavra Evolucard , o EV, formam um símbolo que pode ser usado de modo independente. As cores são propositadamente as chamadas “cores do dinheiro” da maioria dos países do mundo. É um logo do TIPO TRÊS.

Caso 2: Logotipo da PesQuiz – A empresa também era uma startup, mas já tinha dois anos de vida, sem ter decolado. Os empreendedores reconheceram que o nome da empresa, FURFLE, que também era o nome do produto, não era compreendido pelos clientes potenciais. O produto era um software que facilitava a vida de especialistas em Pesquisas na formatação de questionários de Pesquisas e de Quiz. A BBI criou apenas 4 nomes e o escolhido foi PESQUIZ. Verificado que os domínios de internet brasileira e internacionais estavam livres, foi feito o registro de tudo. Imediatamente após, a BBI criou o logotipo que se vê abaixo. O nome usa o prefixo PESQ da palavra PESQUISA e o sufixo QUIZ, considerando que o produto se destina a facilitar o desenho de questionários para Pesquisa e para Quiz. No centro da letra Q há um ponto, que representa ao mesmo tempo UM OLHO e uma LUPA, dois elementos normalmente associados à PESQUISA na maioria das culturas.

O prefixo PESQ da palavra PESQUISA e o sufixo QUIZ, explicam que o produto é um facilitador de questionários para Pesquisa e para Quiz. No centro da letra Q, há um ponto, que representa, ao mesmo temp,o UM OLHO e uma LUPA, dois elementos normalmente associados à PESQUISA na maioria das culturas. É um típico logo do TIPO TRÊS.

O prefixo PESQ da palavra PESQUISA e o sufixo QUIZ, explicam que o produto é um facilitador de questionários para Pesquisa e para Quiz. No centro da letra Q, há um ponto, que representa, ao mesmo temp,o UM OLHO e uma LUPA, dois elementos normalmente associados à PESQUISA na maioria das culturas. É um típico logo do TIPO TRÊS.

Caso 3: Novo Logotipo da Moreflex – A empresa Moreflex tem mais de 20 anos de existência. Ela é uma recicladora de pneus de caminhões e ônibus, que cria até 5 ou 6 novos ciclos de sobrevida aos pneus, gerando economia para frotas e qualidade de vida para o planeta. Percebeu que seu logo estava envelhecido e que ele dificultava tanto a aplicação quanto a leitura clara por parte de seus públicos. Por isso, pediu a BBI que recriasse o seu logotipo, que fizesse um novo.

O LOGOTIPO ANTERIOR DA MOREFLEX ERA ASSIM:

Era um logo do TIPO DOIS, com dois elementos: um símbolo ou figura, representando um pedaço de um pneu e ao lado dele a palavra MOREFLEX, escrita com uma tipologia de difícil legibilidade.

Era um logo do TIPO DOIS, com dois elementos: um símbolo ou figura, representando um pedaço de um pneu e ao lado dele a palavra MOREFLEX, escrita com uma tipologia de difícil legibilidade.

FOI REFORMULADO E FICOU ASSIM:

 O novo logotipo contém um símbolo formado pelas letras “M” e “O”, que representam quatro pneus, um de lado e três de frente. A marca MORE+FLEX foi ressignificada para MAIS VIDA e MAIS GANHO. Mais Vida para o Pneu e mais Ganho ou Redução de custos para a empresa usuária de pneus reciclados, e ganhos ambientais para a natureza e sociedade. O Logotipo de Moreflex também é um logo do TIPO TRÊS.


O novo logotipo contém um símbolo formado pelas letras “M” e “O”, que representam quatro pneus, um de lado e três de frente. A marca MORE+FLEX foi ressignificada para MAIS VIDA e MAIS GANHO. Mais Vida para o Pneu e mais Ganho ou Redução de custos para a empresa usuária de pneus reciclados, e ganhos ambientais para a natureza e sociedade. O Logotipo de Moreflex também é um logo do TIPO TRÊS.

O novo logotipo contém um símbolo que pode ser usado separadamente, formado pelas letras “M” e “O”, que representa quatro pneus, três de deles vistos de frente e um visto de lado. O público-alvo olha para esse logo e  enxerga  claramente esses pneus dentro dele, conforme comprovaram as Pesquisas.

O nome da marca MORE+FLEX foi ressignificado e está expresso no slogan MAIS VIDA e MAIS GANHO, que significa Mais Vida para o Pneu e mais Ganho, sendo redução de custos  para a empresa usuária de pneus reciclados, e ganhos ambientais para a natureza e sociedade.

As várias pesquisas feitas confirmaram tanto a legibilidade muito mais clara e a simpatia muito maior pelo novo logo. Mais, o logo usa uma tipologia de letra bastante pesada, o que combina com as características do público alvo: mecânicos e técnicos de matutenção de oficinas de ônibus e caminhões. A implementação da mudança e troca do logotipo levou três anos para ser concluída e, certamente, alguma marca antiga ainda deve ter ficado sem trocar considerando as mais de 50 mil oficinas em todo o Brasil.

Caso 4: Novo Logo da Riachuelo – Começo explicando aqui que esse é um excelente trabalho que não foi feito pela BBI, mas por uma outra empresa, dirigida por um profissional que admiro há muitos anos, chamado Ricardo Van Steen. Veja bem, a Riachuelo tinha um logo que os bons designers consideram ruim, conforme ouvi de muitos deles. Era um velho logo do TIPO DOIS, com um elemento em destaque, no caso, a letra R como se fosse um símbolo separado do nome Riachuelo. Considere ainda que o próprio nome Riachuelo não é muito bom para um logotipo, pois a palavra é longa demais e com isso o logo tende a ser um “retângulo muito espichado horizontalmente” perdendo o formato natural de um retângulo normal.

O LOGOTIPO DA RIACHUELO ERA ASSIM:

O logo da Riachuelo não era bom e nem ótimo. Era apenas entre razoável e o ruim (muitos leigos aprovariam um logo assim). Mas ele não tinha nada de fashion, de charme. Era uma marca de varejo popular e não um Cheap & Chic. A mudança para um logotipo novo com a nova marca RCHLO praticamente reposicionou a RIACHUELO.

O logo da Riachuelo não era bom e nem ótimo. Era apenas entre razoável e o ruim (muitos leigos aprovariam um logo assim). Mas ele não tinha nada de fashion, de charme. Era uma marca de varejo popular e não um Cheap & Chic. A mudança para um logotipo novo com a nova marca RCHLO praticamente reposicionou a RIACHUELO.

Qual a solução encontrada pelo Ricardo? Simplificar, reduzir, limpar e minimizar. Ele genialmente criou um novo caminho de design, mantendo o nome RIACHUELO e recriando uma nova marca reduzida, uma espécie de “nick name brand” com o tom reformulado para RCHLO. Ele – repito – genialmente pegou a palavra RIACHUELO, extraiu as vogais I, A, U e E do nome da marca, e assim recriou-a como RCHLO, mas como ambos os nomes aparecem juntos muitas vezes, um acima e outro abaixo, a leitura que as pessoas fazem de RCHLO é RIACHUELO.

Sem dúvida, uma solução que graficamente eliminou o jeito envelhecido do antigo logotipo da Riachuelo e deu uma nova linguagem para a marca, muito mais moderna, muito mais ao gosto da moda internacional.

Esse belo trabalho mostra como é difícil abandonar o complexo e fazer coisas mais simples e elegantes.

O novo logotipo RCHLO para a RIACHUELO: a marca ganhou clareza, charme, limpeza, modernidade, estilo e internacionalidade. Sem dúvida, RCHLO é muito fashion. As lojas tiveram um verdadeiro up grade.

O novo logotipo RCHLO para a RIACHUELO: a marca ganhou clareza, charme, limpeza, modernidade, estilo e internacionalidade. Sem dúvida, RCHLO é muito fashion. As lojas tiveram um verdadeiro up grade.

Deixo aqui os meus parabéns ao Ricardo Van Steen, por ter criado a nova marca RCHLO (já liguei e o parabenizei pelo belo trabalho). E também os meus parabéns aos que a aprovaram:  Flávio Rocha, presidente da Riachuelo e a gerente de marketing  Renata Monteiro.  Aprovar é uma arte sensível que coloca os aprovadores diante da questão central entre “o gosto pessoal” e a “adequação ao público-alvo e ao posicionamento”.

____________________________________________________________________________________________________________________________

Texto de: Augusto Nascimento, consultor de Branding e Marketing da Innovax-BBI Consultoria, do Grupo BBI. Ficam autorizadas cópias para fins de divulgação um-a-um (exceto publicação), desde que citado este site como fonte, bem como o autor do artigo. Para contatar o autor, ligue para (11) 2338.4939 ou então envie mensagem através do formulário deste site.